PSICOPOMPO DE LILITH

IDENTIFICANDO ALGUNS SINAIS DO CHAMADO DE LILITH


“Eu tive uma visão deitada em minha cama: uma serpente entrava pela minha vagina e se juntava com minha coluna vertebralNão sei quanto tempo isso durou, pois perdi a noção dele e não conseguia me movimentar. Nunca senti interesse por Lilith. Depois dessa experiência com a serpente, tive um súbito interesse pelas Deusas, e senti que desejava Lilith como ‘minha’ Deusa. Confesso que pensei estar sendo pretensiosa em querer uma Deusa como Lilith como minha mentora, porém, uma segunda experiência me fez mudar de ideia. Ela apareceu com um cabelo muito compridoroupas vermelhas e junto, um altar com um objeto, como uma bacia de prata com uma folha verde, que não consegui identificar. O que devo fazer – ou não devo fazer nada?… A questão é que, me disseram que eu tenho que fazer um “trabalho” para “equilibrar” essa energia de Lilith… É uma herança familiar e a energia “parou” em mim…” [Senhora Z.]

lilith


[Escrito em 2015 para a Tradição de Lilith – hoje realizo um trabalho divergente e completamente fora da visão wiccaniana desde abril de 2017. Minha linha de trabalho não aceita cabresto, é terapêutica, junguiana, tântrica e libertária]


Uma das coisas mais interessantes quando conhecemos outras filhas e filhos de Lilith, é a semelhança entre os sinais que eles identificam como sendo um chamado Dela. E o mais interessante, é que grande parte deles estava inconsciente a respeito de quem é Lilith.

Muita gente, na fantasia e ingenuidade, pensa que um Chamado de Lilith é como um passeio no parque numa noite linda enluarada: serão eternamente sedutoras e terão poder sobre a vontade dos outros, enfrentarão o mundo com belicosidade e ganharão todas as disputas [uma dica para os fãs de plantão, Lilith não usa espada. Lilith se defende com Tesão.] Essas pessoas não contam com o céu nublado, neblina, ventos fora de controle, chuvas ou trovoadas. Mas então, eis que Lilith as pega desprevenidas e nada há que possa ser feito naquele momento, a não ser abrir o nível de permissão para conhecer a tempestadeLilith é uma Força Selvagem [Natural] que não deve ser reprimida, mas sim considerada – e vamos lhe contar o porquê.

Com os pés no chão – Você conhece a sua sombra?

Um chamado de Lilith não é acompanhado de um ‘banho de harmonia” ou uma “bênção de poderes”. Na maioria dos casos, ele traz a nigredo alquímica:vem cercado de incômodos, às vezes de uma vida atribulada e sem paz, somatizações, insegurança, ruptura de padrões e alheamento, revolta, raiva fora de controle, sonhos perturbadores, impulsos, desejos e sensações inexplicáveis que a razão não consegue sequer controlar – é uma sensação de ser seduzido num arrebatamento muito intenso, que pode misturar prazer e dor ao mesmo tempo. A ancestralidade [judaico-cristã] que acompanha Lilith até nossos dias é marcada por uma memória inconsciente de medo, morte, fantasia, desejo e violência.

Lilith chega com a perda do controle sobre o ego engessado: é o momento de se trabalhar com a sombra, e não de dar uma voltinha no parqueEla domina os territórios do inconsciente, e existem muitas lendas e falta de entendimento acerca de Sua energia. A maioria das religiões e sacerdotes acredita que se trata apenas de uma demonesa sexual que vampiriza as pessoas, que é necessário “equilibrar” essa energia…Nós também temos uma opinião sobre isso:

  1. Primeiro, que nossa visão de Lilith é a respeito de uma Deusa, e não apenas de uma demonesa… Ela não nega este aspecto [e nós também não], no entanto, ele não representa a Sua Totalidade. Sabemos o quanto isso é paradoxal e pode parecer confuso, mas quem A conhece pela sombra sente uma certa resistência em aceitar a Sua luz, principalmente porque neste texto tratamos de desmistificar conceitos-abobrinha de quem fantasia com uma Lilith à la Penélope Charmosa. Nós experimentamos Lilith constantemente em nosso dia-a-dia. Nossa visão nasce da expansão de nossa consciência Nela. Nossa Deusa é a Antecessora da Luz e da Sombra, e tudo o que ainda não é manifesto nos espaços entre ambos.
  2. Segundo, que para muitos, o significado de “equilibrar” é o mesmo que *reprimir* ou *banir*, como se a Herança de Lilith fosse uma maldição porque estacou em um membro da família. Lilith possui um comportamento monádico, uma força de vida por Si Mesma, uma Deusa PrimalLilith não tem Pai nem Mãe, não tem criador… Você acredita mesmo que consegue empurrar para dentro e controlar uma Força Primária dessa natureza, sem nenhuma consequência ou dano, para si ou o outro?

Então, como “equilibrar” a tal herança de família citada pela Senhora Z.? Seria mesmo necessário esse “equilíbrio” que os outros estão desejando para ela [por medo de perderem o controle?], ou será que ela precisa mesmo é de Liberdade?… O contexto erótico do sonho é evidente na narrativa, e a repetição da experiência revela que Lilith tem interesse em Z.

As religiões ainda não têm o preparo necessário para lidar com Lilith. Existem certos procedimentos religiosos que, ao invés de ajudar, só pioram a situação.

Então, listamos abaixo 13 situações identificadas por nós, através dos relatos que colhemos diariamente, para que se possa fazer uma ideia do que é um Chamado de Lilith e assim, desmistificar fantasias e desfazer mal-entendidos que possam prejudicar pela falta de conhecimento. Num processo desses, a pessoa pode:

  1. Sentir que “algo” a acompanha desde muito antes de seu nascimento. Neste caso, não se trata de um guardião ou ancestral protetor, mas de uma presença com vontade própria dentro da vontade dela. Geralmente essa sensação vem acompanhada de um forte medo, e em alguns casos, pânico.
  2. Desde a mais tenra idade ser acometida por sonhos ancorados nas tradições judaico-cristãs, com fortes conteúdos de culpa e necessidade, símbolos de transformação [serpente, coruja, pantera, vapor negro, neblina, vento, hálito, perfume, rosas, vinho, morango, maçã, árvore, águas, a cor vermelha, sangue, menstruação, deserto, tecido esvoaçante, caduceu, fogo serpentino] e impulsos eróticos inexplicáveis. Trata-se de uma criança muito sensível, capaz de farejar a libido dos adultos ao seu redor. Como toda criança pequena, não possui critério de julgamento e pode, inclusive, ser mal interpretada pelos pais e pela comunidade.
  3. Sofrer de constantes paralisias durante o sono, com o gatilho programado para se ativar sob a influência de um “determinado personagem” de um sonho que sempre se repete [aqui, temos um leque de opções – e claro, mais símbolos: o labirinto, o encapuzado, a casa, a serpente, o próprio corpo…]
  4. Ter um histórico de vida onde o sofrimento e a humilhação sempre estiveram presentes.
  5. Nascer num ambiente contrário à sua natureza transgressora – um ambiente extremamente vinculado a tradições religiosas de contexto repressor.
  6. Sofrer com sintomas de alheamento da realidade, sensações de não estar “vestindo o corpo”, fragmentação do ego, ansiedade, baixa-estima ou superioridade, complexo de poder, emotividade, irritabilidade e sensibilidade espiritual fora de controle [paranormalidade, mediunidade]. Geralmente essas pessoas são erroneamente diagnosticadas com histeria, síndrome do pânico, bipolaridade, transtorno de personalidade, e em casos mais graves, esquizofrenia.
  7. Apresentar sintomas de anorgasmia ou excesso de apetite sexual, expressando uma sexualidade reativa ao ambiente e constante insatisfação acompanhada de uma sensação de vazio. Mas a luxúria é uma mera distração, e não vai sustentar sua busca por preenchimento.
  8. Ter visões e experiências de contexto espiritual com a própria Lilith, quando muito conhecimento é compartilhado, numa quantidade de informação que fica muito difícil de registrar ou apreender.
  9. Apresentar um temperamento excêntrico, “genioso” e transgressor.
  10. Apresentar um “padrão alfa” de comportamento.
  11. Apresentar dificuldades em se adequar a normas e regras sociais.
  12. Ser intensa e criativa, com dificuldades de concentração e foco, altamente intuitiva, se magoar com muita facilidade embora aparente ser o contrário.
  13. Viver e sentir tudo com muita intensidade, profundidade – e apego emocional. A presença de Lilith obrigará a pessoa a soltar tudo aquilo a que está apegada.

A Poesia do Arrebatamento: “Mas o que está acontecendo comigo?”

E para finalizarmos este post, escolhemos a visceral “O que Será“, com Chico Buarque & Milton Nascimento, que num rompante de pulsão apaixonada, interpretam divinamente o dilema vivido por nossos irmãos e irmãs em Lilith.

O que será que me dá
Que me bole por dentro, será que me dá
Que brota à flor da pele, será que me dá
E que me sobe às faces e me faz corar
E que me salta aos olhos a me atraiçoar
E que me aperta o peito e me faz confessar
O que não tem mais jeito de dissimular
E que nem é direito ninguém recusar
E que me faz mendigo, me faz suplicar
O que não tem medida, nem nunca terá
O que não tem remédio, nem nunca terá
O que não tem receita
O que será que será
Que dá dentro da gente e que não devia
Que desacata a gente, que é revelia
Que é feito uma aguardente que não sacia
Que é feito estar doente de uma folia
Que nem dez mandamentos vão conciliar
Nem todos os ungüentos vão aliviar
Nem todos os quebrantos, toda alquimia
E nem todos os santos, será que será
O que não tem descanso, nem nunca terá
O que não tem cansaço, nem nunca terá
O que não tem limite
O que será que me dá
Que me queima por dentro, será que será
Que me perturba o sono, será que me dá
Que todos os tremores me vêm agitar
Que todos os ardores me vem atiçar
Que todos os suores me vêm encharcar
E todos os meus nervos estão a rogar
E todos os meus órgãos estão a clamar
E uma aflição medonha me faz implorar
O que não tem vergonha, nem nunca terá
O que não tem governo, nem nunca terá
O que não tem juízo

Hey, psiu! Lilith está Chamando…

A propósito: com o passar do “tempo”, na atemporalidade da Deusa, os desconfortos da fase da nigredo no contato com Lilith são superados – e Ela até leva suas “crianças” para passear  no parque sob os brancos olhos da Lua de Prata… Isso quer dizer que, assim que o indivíduo que A vivencia ressignifica a imago negativa do feminino dentro de si, Lilith passa a ser mais suave e doce em suas manifestações. Aquele que aprende a trabalhar com Ela, supera uma fase negativa com convicção, poder e magia: convicção na Deusa, poder sobre si mesmo e magia em tudo o que o cerca.


Filhas e filhos de Lilith – Somos uma Legião. Existem muitos de nós espalhados por aí…


[Escrito em 2015 para a Tradição de Lilith – hoje realizo um trabalho divergente e completamente fora da visão wiccaniana desde abril de 2017]


INSTRUÇÃO, ORIENTAÇÃO & CONSULTAS: (11) 9-5430-2933 (WhatsApp)

Leitura Psíquica & Intuitiva | Oráculos | Theta Healing | Terapia & Análise Junguiana


Conheça ⇓Jornada para Lilith 1

Conheça também ⇓

O CHAMADO DE LILITH 2

 

4 comentários em “IDENTIFICANDO ALGUNS SINAIS DO CHAMADO DE LILITH”

  1. Boa tarde,
    podemos montar um altar para ela e oferecer o que lhe agrada sem interesse nenhum, simplesmente por quer ela em nossa vida?

    Curtir

    1. Essa é a melhor forma de se conetar com Ela, Danielle: o desinteresse, a gratidão, o desenvolvimento pessoal. a gratidão desperta sentimentos e frequências elevadas em nós, e isso A agrada muito!

      Curtir

  2. Gostaria de saber como consigo saber se ela na aceitou como filha ou se sou filha dela. Tenho um altar e cultuo ela. Mais nunca sonhei e não identifiquei tbm o seu chamado.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Agradeço seu comentário.
      Adriana, essa questão é existencial, não é tão simples de responder por aqui.
      Eu não sou uma tradição religiosa, nem uma igreja, sou terapeuta, então eu trato as pessoas como um terapeuta o faz… Logo, isso seria o caso de uma consulta, pois eu teria que puxar seu histórico de vida, suas emoções mais primordiais, sua percepção acerca da experiência feminina desde sua infância… percebe que esse enigma é mais profundo para ser respondido? Fora a análise energética por rastreamento que eu teria que fazer enquanto converso com você. Não é simples, não há receita de bolo quando o assunto é Lilith. Você é única, e precisa ser tratada como tal.
      Se lhe interessar se autoconhecer e desenvolver-se nesse caminho, pode me contatar pelo whatsapp (11) 9-5430-2933 para agendar uma consulta, tá bem lindona? bjs

      Curtir

Deixe seu comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.