FEMININO EM FOCO, PSICOPOMPO DE LILITH, SABEDORIA PROIBIDA

Filha de Lilith Sabe Como Se Bastar


FILHA DE LILITH SABE COMO SE BASTAR

— Mulheres de Lilith & os Homens —

LiLith
Certa vez, numa conversa com uma mulher que se considerava uma “filha de Lilith“, ela dizia que “o espírito de Lila” era justamente por os homens a serviço dela. A vida desta mulher era bastante conturbada, devia muito dinheiro, mas sempre dava um jeito de conseguir um “padrinho” que se compadecesse de sua situação…
Na realidade, aquela mulher estava bem longe de ser uma Filha de Lilith, pois não passava de uma co-dependente da “cultura de Eva“. Pois dentro desta dualidade psicológica vivida pelas mulheres no ocidente, este comportamento é tipicamente ensinado dentro dos lares onde o arquétipo de Eva serviu — e ainda serve — de exemplo às meninas, sobre a melhor forma de ser mais adequada ao mundo masculino. Assim, uma sombra de Eva nasce num complexo de poder mal assumido, dentro daquela mulher, e ela pensa que está sendo como uma filha de Lilith, quando na verdade “o espírito de Lila” a ensinaria como se tornar independente — e com amargas lições…
Existe um grande equívoco de entendimento a respeito do comportamento feminino que se identifica com Lilith em relação aos homens. Portanto, Queridos Homens:

—» Não se deixem iludir por mulheres trapaceiras

A trapaça, a manipulação e o embuste, nada têm a ver com Lilith, pois uma filha de Lilith é honrada o bastante para conseguir as coisas por seus próprios méritos — sem trapacear a ninguém, nem mesmo suas companheiras de Jornada. Lilith se diverte de uma forma bastante diferente com os homens. E saibam que a sombra de Lilith manifesta-se de outra forma, e faz a mulher se afastar dos homens provedores se estes desejarem aprisioná-la. Quem adora os provedores são as “Evas de plantão“.

—» Mas de onde essa mulher tirou o termo “Lila”?

Lilith é uma deusa tântrica não reconhecida das eras pré-diluvianas: Isto significa que Ela não é cultuada entre os tântricos do sistema Sri Vidya como Lilith, mas sim como Lalitha (Lalita) Devi — e uma série de outros 999 nomes divinos (isso só entre os tântricos, porque fora do Tantra Ela é reconhecida por mais nomes).
Um destes nomes tântricos de Lilith, para quem não sabe, é Lila (Leela), A Brincadeira Cósmica ou A Brincalhona. Tal epíteto do não-dualismo tântrico se refere à Maya, à ilusão do mundo material, de que a vida deve ser compreendida como uma grande brincadeira da consciência e que o cosmos deve ser visto como um jogo. Um outro aspecto deste nome é que ‘Lila’ assume várias formas como esporte, se vivida de uma forma dualista, e adora experimentar o amor dentro das ilusões do ‘karma’. Pois bem…
… A mulher deste nosso estudo, perverteu esse conceito em benefício próprio, a fim de dissimular o desconforto por não ser independente e se sentir autorizada a praticar o embuste: “já que eles têm a mais do que eu, então eu posso roubar”. Sempre que ela conquistava uma certa independência, retrocedia 10 passos para trás, porque no fundo no fundo, o que ela gostava, era de ver os homens desarmados aos seus pés, e por isso sabotava suas próprias conquistas. Isso esconde um profundo ressentimento, e com certeza aquela mulher expressava a raiva herdada de suas ancestrais que sofreram com as castrações do patriarcado, e se colocava à disposição para vingá-las — talvez, num padrão de comportamento inconsciente. Aquilo era um comportamento crônico, a mulher de nossa análise simplesmente não sabia como ficar sozinha, sofria de SFP — “Síndrome do Falo Provedor“.
Tal engodo, não tem absolutamente nada a ver com Lilith, mas com a repressão de Eva dentro da consciência feminina. Não há mal algum ao feminino em receber apoio do masculino e vice-versa. O exemplo de ignorância aqui apresentado destaca o mau uso dos arquétipos lilithianos para justificar a autocorrupção do caráter.

🧠 Se você deseja compreender melhor esse assunto
🧠 Aprofundar seu Autoconhecimento
🧠 Saber onde você está quando lida com sua Lilith e sua Eva Interior
🧠 E encontrar uma forma de pensar que lhe ajude a elaborar a sua cura profunda para essa disfunção de comportamento co-dependente, através de Lilith 👇
🥤Leia O CHAMADO DE LILITH 💎
https://www.clubedeautores.com.br/ptbr/book/253717–O_Chamado_de_Lilith 🍎 & compreenda o que é a Verdadeira Transgressão Interior 👈
Psicopompo de Lilith (Deva Layo em serviço)
Serviço de Integração & Consciência
#Lilith #Eva #SombradeLilith #SombradeEva #MulherTrapaceira #Lila #Leela #LalitaDevi #Tantra

Deixe seu comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.